5 de fev de 2007

Sem inspiração...

To sem inspiração...
Vou postar um trecho de uma um filme q faz tempo q queria postar aqui...
Desculpem a falta de assunto, mas não to muito legal...
*************************************************************
Sei que não há como convencê-lo que isto não é um truque, mas não faz mal. Sou eu. Meu nome é Valerie. Não creio que viverei muito tempo e quero falar sobre a minha vida.
Esta é a única autobiografia que vou escrever e faço isso em papel higiênico. Nasci em Nottingham, em 1985. Não me lembro muito da infância, mas me lembro da chuva. Minha avó tinha uma fazenda e ela dizia que Deus estava na chuva.
Fui aprovada no exame para o curso secundário. Na escola, conheci minha primeira namorada, seu nome era Sarah. Foram seus pulsos. Eles eram lindos. Achei que nos amaríamos para sempre. O professor dizia que era uma fase da adolescência que superaríamos. A Sarah superou, eu não superei.
Em 2002, eu me apaixonei por uma garota chamada Christina. Naquele ano, contei aos meus pais. Não poderia ter feito isso sem a Chris segurando minha mão. Meu pai não olhou para mim, disse-me para ir embora e nunca mais voltar. Minha mãe não falou nada. Mas eu só contei a verdade a eles, isso foi egoísmo demais? Nossa integridade vale tão pouco, mas é tudo o que temos, é o mais importante em nós. Mantendo a nossa integridade somos livres.
Sempre soube o que queria da vida. Em 2005 eu estrelei meu primeiro filme, “As Dunas de Sal”. Foi o papel mais importante da minha vida, não pela carreira mas sim porque conheci a Ruth. Na primeira vez em que nos beijamos eu soube que nunca mais iria querer beijar outros lábios. Nós nos mudamos para um apartamento em Londres. Ela plantou Scarlet Carsons para mim na janela e nosso apartamento sempre cheirava a rosas. Foram os melhores anos da minha vida.
Mas a guerra nos EUA foi piorando e, no fim, chegou a Londres. Depois disso, não havia mais rosas, não para todos. O significado das palavras começou a mudar. Palavras como "colateral" e "rendição" inspiravam medo enquanto ganhavam força "Nórdica Chama" e "Artigos de Submissão". Lembro de como "diferente" virou "perigoso". Ainda não entendo porque nos odeiam tanto.
Eles levaram a Ruth enquanto ela comprava comida. Nunca chorei tanto na minha vida.Não demorou para virem me buscar.Parece estranho terminar a vida em um lugar tão horrível mas durante três anos eu tive rosas e não pedi desculpas a ninguém. Eu morrerei aqui. Cada pedaçinho do meu ser perecerá. Cada pedaçinho... menos um. O da integridade. É pequeno e frágil e é a única coisa que vale a pena ter. Nós jamais devemos perdê-lo. Nem deixar que o tomem de nós.
Espero que, quem quer que você seja, escape daqui. Espero que o mundo mude e a vida fique melhor. Mas o que eu mais quero é que entenda a minha mensagem quando falo que mesmo sem conhecer você e mesmo que talvez jamais conheça você, ria com você, chore com você, ou beije você... eu amo você. De todo o coração... eu amo você.
Valerie"

Extraido do filme V de Vingança. Adorei esse filme. Refleti o filme inteiro, e no momento to precisando refletir um pouco mais.

8 comentários:

edu disse...

É um filme fantástico realmente. "Vi Veri Veniversum Vivus Vici." (By the power of truth, I, a living man, have conquered the universe.) Pense nisto.

Divorciado disse...

Bem pelo jeito as coisas não melhoraram...continuo na torcida pra q vc se acerte.
Abração

Mariposo-L disse...

Puts adorei esse filme .... mas me diga como vc está ?

binhosampa disse...

Não vi o filme, mas só pela leitura do texte deu vontade de pegá-lo na locadora´da próxima vez.

Força e Inté.

Bi du Surf disse...

Fala meu brother! Cara, estou doidoooo pra ver esse filme e nada ainda, e olha que vejo muito filme, espero gostar dele, falam muito bem.

Bção e se cuida...
Ah, e desculpa pela falta de inspiração, heheh

FOXX disse...

agora eu vou assistir V de Vingança

estamos aki
qualquer coisa

tow te linkando lá

edu disse...

Conta pra gente, como estáo as coisas? Dá pra gente ajudar?

Divorciado disse...

Vc tá demorando muito pra postar, já estou ficando preocupado. Vê se arruma um tempinho, vai !
Abraços

 
;