9 de mar de 2007 18 comentários

Pesar, desafios e lutas

Olá meus amigos leitores!
O motivo dessa demora pra postar é que, nesse domingo faleceu um primo meu.
Mais uma vítima da violência urbana, que ja ta fugindo ao controle.
No sábado as coisas estavam legais, muita zueira na lan house com meus amigos, e meu irmão iria me arrumar um ingresso pra uma balada (hétero), mas acabei nem indo pois não arrumei carona nem companhia pra ir pra lá (o lugar fica beeeeeem longe de onde moro). Resolvi ficar em casa mesmo, assistindo Altas Horas (o engraçado é que sempre que eu resolvo assistir o Altas Horas, o Serginho Groismann só leva cantores q eu detesto, dessa vez foi Cezar Menoti e Fabiano).
Fui dormir +/- umas 4 da madruga, ai no meio da madrugada minha mãe me acorda avisando que iria com meus tios pro hospital, pra ver meu primo (como tava morrendo de sono nem prestei muita atenção, e nem achei que fosse algo grave). Voltei a dormir e acordei pouco depois com uma sensação não muito agradavel... Pensei em dormir na cama dos meus pais, por ser mais fresco que o meu quarto, mas não conseguia dormir direito... Ai meus pais retornaram, disseram que meu primo havia falecido, mas não me explicaram direito como foi, apenas que havia levado 3 facadas. Ainda ninguém sabia a versão oficial da causa mortis, meu pai teve uma crise de choro, sua pressão subiu, e eu percebi que não iria mais conseguir dormir... Confortei o meu pai, e disse q iria tomar um banho pra despertar, ja que não iria dormir tão cedo...
Meu irmão chegou em casa todo revoltado, jogando a chave longe, que iria "pagar pra uns caras darem um corretivo" no bandido, eu fiquei PUTO com o showzinho e com a falta de sensibilidade do meu irmão. O desgraçado merece mesmo um castigo dos bons, mas essa surra não iria trazer meu primo de volta. Fiquei mais um tempo na net e resolvi cochilar um pouco. Acordei meio dia, e fomos ao velório. Fiquei uma meia hora apenas pois detesto velórios, dei um abraço nos meus tios, e voltei com um vizinho meu, que fiquei feliz em vê-lo no velório.
Fiquei em casa mais um pouco, e depois que o pessoal voltou do enterro fui pra lan house. Precisava de um ambiente legal pra me recompor, e lá seria o lugar apropriado... NUNCA ME SENTI TÃO BEM NAQUELA LAN COMO NO DOMINGO A TARDE.
A noite o Élcio veio puxando papo comigo - pensei que o tivesse bloqueado quando o exclui do MSN, mas estava enganado - perguntando do acontecido, e ficamos por um bom tempo conversando. Já não guardo mais magoa alguma por ele. Me fez bem a companhia dele tb.
O que realmente aconteceu foi que o Wellington (pela primeira vez to usando um nome não-ficticio, a ocasião exige) e a turminha dele estavam numa avenida de minha cidade onde o pessoal se reune, é onde ficam grande parte dos barzinhos, e teve um empurra empurra entre os tranqueiras que (como em todo lugar) estavam por lá... e esbarraram no meu primo, que não gostou. Ai resolveram ir embora e no meio do caminho o cara que se estranhou com ele veio e deu uma facada nele. Socorreram meu primo, mas ele não resistiu. O Wellington era um cara tranquilo, trabalhador, sei que não é de confusão... Só estava no lugar errado na hora errada. O que revolta é que o BABACA que matou meu primo ta preso, mas o FILHO DA MÃE é menor de idade... tem maturidade pra votar, mas não pode pagar por um crime. Mas acredito que ele ainda vai pagar pelo crime, talvez não pela lei dos HOMENS, mas pela lei DIVINA.
Ah e tem coisas boas pra contar! O Breno disse que vem hoje pra cá pra me ver!
mal posso esperar!!!!!
Andei pensando em muita coisa... Cortei meu cabelo, e comecei a entregar uns curriculos por ai. E estou confiante que em breve voltarei a trabalhar...
Voltando a trabalhar tenho tantos planos em mente... Tirar minha carteira de motorista, fazer inglês, voltar a malhar, tratar dos meus dentes... enfim, to confiante de que as coisas vão começar a melhorar. To começando a lutar pra minha vida começar retomar seu rumo.

Com um calor desses num tem nada melhor que ficar só de cueca não acham?
Queria umas dessas pra mim (principalmente se o recheio vier junto) rsrsrs
Bjos a todos e t+!

24 de fev de 2007 13 comentários

O tempo não para

Olá meus amigos Blogueiros!
Tive meio deprimido nesses ultimos dias. Andei meio sem saco pra atualizar o blog esses dias, quando tinha saco não tinha inspiração e quando tinha inspiração o desgraçado do meu irmão. Fiquei meio desanimado porque o pessoal parece q deu uma sumida do meu blog...
Aconteceram algumas coisas nesse meio tempo, fui a um aniversário de um amigo (que sei muito bem que o que eu sinto por ele não é apenas amizade), e no carnaval não sai pra nenhuma festa.
Ainda sinto a falta do Alessandro (o principe A.) e fiquei muito mal em saber que aquele babaca me bloqueou no msn. Fiquei sabendo por um amigo em comum que ele fez isso. Talvez eu tenha ficado muito no pé dele... Admito que quando eu me interesso de verdade por alguem, eu as vezes começo a sufocar a pessoa. NÃO GOSTO DE SER ASSIM, EU NÃO QUERO SER ASSIM, mas eu não consigo evitar...
Nesse tempo eu to conversando com um carinha, o Breno. Ele sabe que eu ando pensando no Alessandro, sabe que to meio confuso, mas temos nos falado quase todo dia, conversado por telefone, e ele ta demonstrando que ta querendo me fazer esquecer do Alê. Ele mesmo chegou a propor um "namoro aberto" mas eu disse q ele q tava sendo precipitado. Apesar de ter gostado da ideia, quero que a gente se conheça, se curta, e deixe as coisas acontecerem...
No carnaval basicamente fiquei em casa. Aluguei a primeira temporada de Lost (q adoreeeeeei), sai com alguns caras (um casado, um solteiro e um casal de namorados, no sabado, domingo e segunda respectivamente) mas não sai pra festa alguma. Tava sem grana pra viajar, e pular o carnaval aqui na minha cidade não tenho a menor vontade (carnaval de rua só dá tranqueira, e nos clubes muito aborrecente). Pra não dizer q não sai nesse carnaval, na terça eu fui ao clube nadar um pouco, tomar um sol, e ver um pouco de gente...
Não vou entrar em muitos detalhes sobre o q aconteceu nesses dias... Queria falar mais sobre como me senti. Fiquei muito tempo sozinho e andei refletindo sobre o q andou acontecendo, sobre erros e acertos, vitórias e derrotas, e como o saldo deu negativo.
To tentando resgatar meu amor próprio, ainda to pensando em como, mas preciso gostar mais de mim mesmo. To querendo ser uma pessoa melhor. Mas não sei muito bem o q fazer...
"Dias sim, dias não Eu vou sobrevivendo sem um arranhão..." como diz a musica do nosso grande poeta Cazuza, o tempo não para. Daqui a exatos 1 mês e 5 dias completo 24 anos de vida.
Mas eu tenho fé que as coisas vão melhorar!
Por enquanto é isso meus amigos...
Espero que gostem das fotos!
Bjos a todos!!!

5 de fev de 2007 8 comentários

Sem inspiração...

To sem inspiração...
Vou postar um trecho de uma um filme q faz tempo q queria postar aqui...
Desculpem a falta de assunto, mas não to muito legal...
*************************************************************
Sei que não há como convencê-lo que isto não é um truque, mas não faz mal. Sou eu. Meu nome é Valerie. Não creio que viverei muito tempo e quero falar sobre a minha vida.
Esta é a única autobiografia que vou escrever e faço isso em papel higiênico. Nasci em Nottingham, em 1985. Não me lembro muito da infância, mas me lembro da chuva. Minha avó tinha uma fazenda e ela dizia que Deus estava na chuva.
Fui aprovada no exame para o curso secundário. Na escola, conheci minha primeira namorada, seu nome era Sarah. Foram seus pulsos. Eles eram lindos. Achei que nos amaríamos para sempre. O professor dizia que era uma fase da adolescência que superaríamos. A Sarah superou, eu não superei.
Em 2002, eu me apaixonei por uma garota chamada Christina. Naquele ano, contei aos meus pais. Não poderia ter feito isso sem a Chris segurando minha mão. Meu pai não olhou para mim, disse-me para ir embora e nunca mais voltar. Minha mãe não falou nada. Mas eu só contei a verdade a eles, isso foi egoísmo demais? Nossa integridade vale tão pouco, mas é tudo o que temos, é o mais importante em nós. Mantendo a nossa integridade somos livres.
Sempre soube o que queria da vida. Em 2005 eu estrelei meu primeiro filme, “As Dunas de Sal”. Foi o papel mais importante da minha vida, não pela carreira mas sim porque conheci a Ruth. Na primeira vez em que nos beijamos eu soube que nunca mais iria querer beijar outros lábios. Nós nos mudamos para um apartamento em Londres. Ela plantou Scarlet Carsons para mim na janela e nosso apartamento sempre cheirava a rosas. Foram os melhores anos da minha vida.
Mas a guerra nos EUA foi piorando e, no fim, chegou a Londres. Depois disso, não havia mais rosas, não para todos. O significado das palavras começou a mudar. Palavras como "colateral" e "rendição" inspiravam medo enquanto ganhavam força "Nórdica Chama" e "Artigos de Submissão". Lembro de como "diferente" virou "perigoso". Ainda não entendo porque nos odeiam tanto.
Eles levaram a Ruth enquanto ela comprava comida. Nunca chorei tanto na minha vida.Não demorou para virem me buscar.Parece estranho terminar a vida em um lugar tão horrível mas durante três anos eu tive rosas e não pedi desculpas a ninguém. Eu morrerei aqui. Cada pedaçinho do meu ser perecerá. Cada pedaçinho... menos um. O da integridade. É pequeno e frágil e é a única coisa que vale a pena ter. Nós jamais devemos perdê-lo. Nem deixar que o tomem de nós.
Espero que, quem quer que você seja, escape daqui. Espero que o mundo mude e a vida fique melhor. Mas o que eu mais quero é que entenda a minha mensagem quando falo que mesmo sem conhecer você e mesmo que talvez jamais conheça você, ria com você, chore com você, ou beije você... eu amo você. De todo o coração... eu amo você.
Valerie"

Extraido do filme V de Vingança. Adorei esse filme. Refleti o filme inteiro, e no momento to precisando refletir um pouco mais.
28 de jan de 2007 6 comentários

Uma história de sapos e principes

Era uma vez, um sapo, que também era conhecido como Arcanjo Misterioso. Esse sapo Arcanjo vivia muito solitario. Ele tinha um sonho de um dia poder ser um príncipe e encontrar outro príncipe pra que juntos pudessem construir um reino.
Muitas vezes o sapo Arcanjo pensou ter encontrado esse tão sonhado príncipe, que pudesse fazer esse sonho virar realidade. Alguns príncipes malvados brincaram com os sentimentos desse pobre sapo, e pro sapo Arcanjo, eles não passavam de sapos.
Ai o sapo arcanjo decidiu que essa busca por um príncipe tava dando muito trabalho, e decidiu que deixaria os príncipes de lado, e que talvez pudesse se sentir melhor se encontrando com alguns sapos de vez em quando.
Certa vespera de natal, o sapo arcanjo nas suas andançar pela internet conheceu um príncipe, o príncipe A. A principio não imaginava que fosse ser um príncipe... talvez um outro sapo com quem pudesse dar umas voltas pela lagoa, já que o castelo do príncipe fica numa cidade praticamente vizinha a lagoa do sapo. Mas com o tempo o sapo arcanjo se deixando atrair pelo príncipe A. que sempre teve uam conversa muito legal, sempre rolava um clima descontraido, e sem contar o sorriso que fazia o sapo Arcanjo viajar...
No entanto, o príncipe A., nesta semana que passou, esteve muito ocupado com seus afazeres de príncipe, resolvendo assuntos profissionais e quase não deu muita atenção ao apaixonado sapo Arcanjo...
Então o sapo Arcanjo pensou assim "Poxa... será que o príncipe A. desistiu desse sapo? Será que nem ao menos um instante de atenção eu mereço dele? Bom acho melhor eu dar um tempo... apesar de estar encantado pelo príncipe A. acho melhor eu seguir em frente... como dizem por ai 'A fila anda' então... que ande".
E assim fez o sapo Arcanjo... nessa semana que aconteceu, apesar de se encontrar com outros dois príncipes, o príncipe C. e o príncipe L. Com o príncipe C. rolaram uns beijos no inicio da semanae no final da semana numa sexta eles transaram. E no meio da semana o príncipe L. convidou o sapo Arcanjo pra tomar uma cerveja e depois transaram no carro do príncipe L. O sapo Arcanjo que nunca havia experimentado isso, achou a experiencia maravilhosa. Ele pensava "Será que é errado buscar outros príncipes que pudessem me fazer deixar de ser um sapo? Poxa o príncipe A. parece ter perdido o interesse. Então porque não posso buscar outros príncipes?"
Ai houve uma festa na cidade do sapo Arcanjo. Ele resolveu ir pra se divertir, tentar ficar com alguns sapos ou, quem sabe, até mesmo uns príncipes? E eis que do nada o sapo arcanjo encontra na festa aquele príncipe que sempre pensava, o príncipe A. Finalmente o sapo Arcanjo pode encontrar ao vivo o seu sonhado príncipe.
No entanto apesar de o sapo Arcanjo a tentativa conseguir um beijo do príncipe A., que pretendia ficar com ele a noite toda, foi frustrada.
"Olha cara, vc sabe muito bem da minha condição... " disse o príncipe A. "Eu vim a essa festa apenas para me divertir, pra dançar e pra beber um pouco. Você sabe eu estou sendo sincero que se eu ficasse com vc agora não seria porque estava com vontade."
E o sapo Arcanjo infeliz disse ao príncipe, todo sem jeito"Bom... tudo bem, eu entendo sua situação... Não to querendo forçar a barra, mas saiba que por mim eu ficaria contigo a noite toda. Mas se você prefere assim, você se importa se eu for tentar salvar a minha noite e ficar com outro cara?" e o príncipe respondeu: "De maneira alguma lindo! Divirta-se."
E ai o sapo Arcanjo acabou encontrando com um outro príncipe, que pouco depois descobriu que era conhecido do príncipe A. o príncipe F. O sapo ficou com o príncipe F por um bom tempo. Ele gostou de estar com o príncipe F. mas na sua cabeça era o príncipe A. que estava beijando.
Depois de um tempo curtindo o sapo Arcanjo, o príncipe F. foi até o camarote da festa, e o sapo acabou encontrando com o príncipe A. novamente... O sapo arcanjo ja estava na dele... apesar de desejar estar com o príncipe A. estava consciente de que talvez não fosse rolar nada novamente. Mas a vida, como é uma caixinha de surpresas, reservou uma surpresa agradavel para o sapo arcanjo. Eles ficaram dançando conversanco sobre musicas e outros assuntos...
A camisa regata que o príncipe A. usava tinha uma frase que dizia "- sapos + príncipes". Nesse momento as conversas ja eram faladas nos ouvidos, e o sapo lhe disse :
"E essa sua camisa ai?"
"Gostou?" perguntou o príncipe.
"Sim sim, é a sua cara"
"Pois é... como te falei tava na praia no reveillon e qdo vi essa camisa não pude deixar de comprar..."
"Gostei mesmo... ficou bacana! (pausa) Um dia ainda vou deixar de ser apenas um sapo..."
"Mas lindo... voce nunca foi um sapo" respondeu o príncipe (sempre nas conversas do sapo e do príncipe um chamava o outro e lindo)
"Poxa vc acha mesmo?"
"Sim sim, você de sapo não tem nada..."
"Bom, mas pra eu chegar a príncipe acho que ainda me falta muita coisa..."
E nesse momento os labios começaram a se encontrar: O príncipe beijou o sapo.
Nesse breve momento o sapo Arcanjo não pensava em mais nada. Estava nas nuvens. Não saberia descrever como se sentiu quando o corpo do príncipe A. estava junto com o seu corpo. Queria que o tempo parasse, que aquele momento não acabasse, mas acabou... durou tempo o suficiente pra se tornar algo inesquecivel...
Durante um dos shows, enquanto o sapo Arcanjo abraçava o seu príncipe, o príncipe, com todo o cuidado se soltou do sapo arcanjo.
"Por favor lindo, entenda uma coisa... ta muito quente, e como te falei antes... você sabe da minha condição..." disse o príncipe A.
Continuaram dançando, conversando e o príncipe ainda disse mais uma coisa. "Lindo, preciso te dizer uma coisa" abraçou o sapo e continuou "por favor, não deixa de curtir a festa... vai lá e se divirta... não quero te deixar preso aqui."
E um pouco magoado, o sapo voltou pros braços do príncipe F. que está louco de vontade de ficar com o Sapo arcanjo.
*************************************************************
Bom, resolvi criar um post um pouco diferente pra contar como foi o fds em que fiquei com o meu lindo... Tinha pensado sobre vários assuntos pra postar nesse blog, mas por providencia resolvi esperar passar o FDS...
E o FDS não foi assim tão semi-perfeito... Perdi a tarracha do meu piercing, virei o pé na ida pra boate, ainda continuo com um rombo enorme no banco.
A história de sapos e príncipes ainda não acabou, pois ainda estou afim de ficar com ele novamente.
Mas algumas duvidas ainda permanecem. Será que foi sincero esse beijo? Será que esse consigo suportar isso? Por que é tão dificil explicar o q acontece com o coração?
Com relação aos personagens, não consegui pensar em um nome fictício pra todos os envolvidos e alguns detalhes foram omitidos, pois ou não vem ao caso nessa história ou são coisas que pretendo guardar pra mim.
Vamos torcer pra que as próximas partes dessa história levem o nosso sapo Arcanjo a um final feliz ao lado do seu príncipe!
O blog ta fazendo hj 3 meses de existencia...
E pra agradecer a força que recebi todo esse tempo deixo as fotos de um outro príncipe rsrsrsr
Obrigado pela visita e até o proximo post!

20 de jan de 2007 10 comentários

Férias entediantes...

Saudações amigos!
Primeiramente quero me desculpar pela demora a dar as caras aqui novamente...
É que o xarope do meu irmão continua de férias, a enchessão de saco é constante, e dificilmente encontro um momento que possa escrever a vontade.
Continuo detestando férias... não tem nenhuma novidade na city, não tem pra onde ir, a chuva não dá trégua, estive doente e ainda tenho q ficar aturando uma criatura super agradável que é o meu irmão... Se ao menos estivesse trabalhando, ou tivesse alguma grana ainda seria menos mal, mas ainda assim continuo de saco cheio quando chegam as férias...
A situação aqui em casa tá meio complicada. Estamos passando por um aperto, e a cobrança pra arrumar um emprego tem horas que se torna insuportável... Some essa cobrança a uma dose elevada de tédio, um irmão xarope, uma chuva que parece não acabar nunca, um rombo no banco e imaginem como minha cabeça parece estar a turbilhão...
Mas nem tudo é aborrecimento! Apesar de viver em pé de guerra com o meu irmão, ele acabou arrumando ingresso pra uma baladinha (baladinha hetero, coisa q fazia teeeempo q não sabia o q era rsrsrs) que acabei indo com meu vizinho... Consegui me divertir muito, apesar de não ter bebido quase nada. Bebi 2 cervejas, dancei muito, e me distrai como a tempos não me distraia! Acabei nem ficando com ninguém, mas nem me preocupava... Valeu a pena!
Como mencionei no post antetior, conheci na net um krinha de uma cidade vizinha aqui... Estamos mantendo contato direto, e estamos nos dando super bem. Admito que ele me deixou sem defesa, e estou começando a gostar dele... Nem penso mais no Ângelo... minha cabeça está voltada só pro meu lindo. Ainda não nos encontramos pessoalmente, mas nunca me senti tão seguro com minhas atitudes, com o jeito que estou lidando com esse relacionamento. Agora é só torcer pois parece que temos grandes chances de dar certo!
Fora isso sem muitas novidades... to sem muita inspiração pra posts maiores... (além do mais não tem acontecido muita coisa interessante...)
Antes de me despedir, queria muito agradecer a todos vocês, os que visitam e os que comentam... Apesar de ainda modesto fico muito satisfeito com o número de visitas e comentários, que a cada dia vem crescendo mais e mais!
Abraços pra quem é de abraço e Beijos pra quem é e beijos!
E espero que gosten das fotinhas...

5 de jan de 2007 13 comentários

Enquanto isso... em 2006

Salve salve, meus amigos leitores!
Desde o reveillon tá caindo uma chuva que parece que não acaba nunca... motivo "justo" pra demorar pra atualizar... afinal ninguém consegue sair de casa, e como que vou atualizar o blog sem a mala do meu irmão ficar enchendo o saco?
O ano novo ainda não ta com cara de ano novo ainda não... os mesmos aborrecimentos do ano passado (e pra piorar ainda tem a chuva incessante) mas vamos dar uma chance pra ele... ainda nem completou a primeira semana e já to querendo criticar?!?!?!?!?
Bom, pelo menos os últimos instantes de 2006 foram de certo modo inusitados...
Como acabei não contando muita coisa que tem me acontecido nesses últimos dias, vou voltar a cena anterior do filme rsrsrs e essa cena começou na ante véspera do natal, fui com um amigo de fora e os amigos dele pra uma festa que tinha aqui na minha cidade (pra dizer a verdade tinham duas GLS, e mais pelo menos mais 3 Hetero, e as duas estavam uma merda, as hetero pelo menos parece q estariam melhor), pra dizer a verdade fomos nas 2, mas antes não tivesse nem ido... Depois de uma série de foras e algumas doses de tequila acabei conseguindo xavecar um cara lá (coisa rara... eu me dar bem em xaveco rsrsr) e ficamos... Voltamos de taxi, com um amigo dele e o carinha q ele tava ficando. Detalhe: o meu ficante tava me dando uns beijos dentro do táxi... (tava nem ai afinal estávamos pagando pra ele nos levar pro centro) ai ficamos na praça conversando um pouco os 4, e resolvemos ir embora, o amigo foi com o rolo pro rumo da casa do rolo, e fui com o meu rolo pra perto de onde ele estava hospedado, e demos uns pegas no meio da rua... Até ai td bem, peguei o telefone, liguei e desejei um feliz natal...
O natal mesmo passei em casa com meus pais e um amigo da familia jogando baralho (foi diferente... afinal não sei porque cargas d'agua não teve ceia nos meus avós) e ganhamos todas...
Como o carinha iria passar a semana aqui na minha cidade tentei ligar pra ele algumas vezes, mas ele não parecia tão empolgado como estava no dia que ficamos, ai por coincidência acabei encontrando com ele na lan house que freqüento (pra variar tava jogando) ai esperei +/- o tempo q ele havia pedido terminar, e liguei pra nos encontrarmos no primeiro andar... conversamos por mais uma meia hora, uma conversa legal, mas sequer nos beijamos depois disso...
Apesar desse (outro) fora a virada do ano foi legal...
Acabei conhecendo pela net um cara de uma cidade vizinha, muuuuuito fofo, muito inteligente e muito divertido (acho que baixei a guarda de novo...) e iriamos nos encontrar numa festa, mas ele acabou indo pra praia de ultima hora. E também acabei conversando com outro rolo da net, tb muito fofo, lindo inteligente e divertido, e pelo que notei ele ta em crise pois admitiu q ta com medo de ter se apaixonado por mim, e acabamos transando pela cam...
E isso me deixa grilado... pois quando você esta sozinho, não aparece ninguém afim da gente, ai agora que estava começando a me entender com alguém, o outro me diz que ta com medo de se apaixonar por mim... e o pior que eu gosto da companhia dos dois... to confuso... to dividido... to doido...
Não sei o que faço... to deixando as coisas rolarem... mas que estou confuso... ah eu estou...
Acho que por enquanto é isso... to sem muitas novidades...
Tem algumas outras coisinhas que aconteceram que prefiro guardar pra mim... pelo menos por enquanto...
Bjos a todos! e espero que gostem das fotos...

 
;